terça-feira, 5 de junho de 2012

Estou triste...

Triste de me apetecer chorar até arrancar daqui de dentro esta sensação de impotência e de desalento. Quando penso na minha vida, na minha conduta e naquilo que sou, acho sempre que tenho um caminho ainda muito longo a percorrer para poder ser alguém que valha a pena. Acho sempre que "não sou digna" daquilo que tenho e raramente me acho suficientemente boa  pessoa para merecer tantas coisas maravilhosas que me são dadas gratuitamente. Juro. Mas pensar isto, leva-me a caminhar e a tentar ser melhor.   Por isso, não entendo como é possível que pessoas que cometem erros (que são efectivamente ERROS) e que sabem que aquilo magoa os outros, que o sabem efectivamente, porque, até prova em contrário são pessoas esclarecidas e adultas, como é possível que essas mesmas pessoas que enchem a boca, elevam a voz e estendem o dedo muito bem estendido para a apontar coisinhas (que são efectivamente coisinhas) ridículas da vida dos outros, cometam esses mesmos erros vezes e vezes sem conta. Magoam, espezinham, gritam ou então agem pela calada e minam o chão de quem quer mudar isto para melhor. 
Fico impaciente (e isto é um defeito que quero corrigir) quando percebo que demora tanto tempo a mudar corações...Às vezes, duvido até que seja possível...(mas isso tem a ver com a minha fé pequenina). E depois, estou a descobrir aos poucos que haverá sempre "fariseus" e "Doutores da Lei" a tentar destruir o amor deixado há uns anos atrás pelo nosso Jesus. Ainda hoje! É incrível...ainda hoje...

“Os Doutores da Lei colocam fardos pesados e insuportáveis aos ombros dos Homens, nos quais eles não tocam nem com um dedo” (Mt 23, 4). 

4 comentários:

João Mourinho disse...

Prima... não estejas triste. Hoje não me ocorre nenhum pensamento "inspirado", mas só te digo que tenho MUITO orgulho em quem tu és, e só tenho a dar graças a Deus por seres caminho para Jesus de muitas pessoas... e para mim. Quanto a tudo o resto, não desanimes.. já diz Jesus no evangelho de S. João:

"Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo"

fabi mourinho disse...

João...Obrigada pelo orgulho que dizes ter...não vou estar aqui a dizer o quanto te admiro e como és importante porque acho que sabes isso de sobra...tu consegues "não desanimar" de uma forma que eu ainda não entendi como consegues...preciso de ti para conseguir caminhar. A sério.

Briseis disse...

Isso tudo vem quando vemos que, não importa o que façamos, haverá sempre forças maiores a remar contra... Somos uma gotinha... Mas também foi a Madre Teresa que disse que o mar seria mais pequeno se lhe faltasse uma gota... =)

fabi mourinho disse...

Briseis...aí entra a fé. E a fé é tão difícil...