quinta-feira, 14 de junho de 2012

Ai vida...I


Não tenho jeito para burocracias nem para papeladas. Detesto tudo o que esteja ligado às finanças, aos estatutos, às cláusulas, aos notários, aos regulamentos, às resoluções, aos certificados, aos formulários, registos, decretos-lei e etc's. Odeio. São "coisas" necessárias para as quais não tenho a mínima paciência. E o Diário da República com aquelas frases que ninguém (normal) entende?...Agora existem as "papeladas digitais"que são uma versão disfarçada desta chatice toda.
Sim meus caros...pensais vós (e com razão) que com vinte e sete anos de idade, lá terei de crescer para estas coisas de gente madura. 
Haja paciência. 
Haja coragem. 
Ámen. 

3 comentários:

Marlene disse...

Ai como eu te entendo...
Os Decretos e artigos publicados em Diário da Republica são escritos de forma a terem milhentas interpretações... na área da educação (que é a minha área) aquilo é uma desgraça... cada escola interpreta à sua maneira... depois uns dizem "alhos" e outros "bogalhos"... enfim...

Briseis disse...

Haja é dinheiro para pagar a alguém que fale burocatiquês e trate das papeladas por nós... =)

fabi mourinho disse...

Marlene, acho que o objectivo é mesmo esse... =P

Pois Briseis...mas dinheiro é coisa que de momento não há.E o problema é que a maioria das papeladas está associada ao pagamento de alguma coisa. Cotas ou Inscrições ou Multas...enfim...