quinta-feira, 2 de agosto de 2012

É impressão minha... (III)

...ou este ano há mais concursos de "misses" do que é normal? É miss de tudo e mais alguma coisa. Miss Emigrante, misse Café Tal... (Nome do Bar/Discoteca que promove o evento) Miss Nome da Terrinha que promove o evento...Que exagero... a sério. Não é que eu tenha nada contra...Mas sei lá...Não podiam pensar em outras iniciativas que, para além de promover a cara gira e os glúteos definidos e as pernas longas e as medidas "certas", valorizassem outro tipo características? Pois...Se calhar podiam...

4 comentários:

João Mourinho disse...

Enfim.. sociedade do "parecer" mais que do "ser". Valoriza-se o que parece, mesmo que algumas vezes não passem de "sepulcros caiados".

Valoriza-se a fama, a glória, o dinheiro, as desgraças, as catástrofes. O "ser", a humildade, o trabalho abnegado, a compaixão, a alegria raramente têm lugar, e talvez seja por isso que fazem cada vez mais falta!

fabi mourinho disse...

É isso João...e o problema é que as miúdas acham o máximo e acabam por pensar que é essa sociedade que as via fazer mais felizes...resultado:gente sem profundidade que à mínima contrariedade entra no desespero porque está completamente refém das coisas passageiras. Assustador.

João Mourinho disse...

Pão e circo.
É o que o povo quer. Era assim na altura dos romanos, e continua a ser assim.

O "parecer" substitui o ser, e a fama, dinheiro e poder subtituem a humildade, a caridade e o trabalho abnegado. A sociedade "espectacularmente avançada" dos dias de hoje é assim: uma cópia anacrónica de uma sociedade pré-cristã como a da Roma antiga.

Violeta Santos disse...

Pois realmente... Já começa a irritar um pouquinho... E eu a pensar que era só aqui :o
Sigo *