quarta-feira, 5 de outubro de 2011

E é assim...

Quero acreditar que não. Que as pessoas são boas e que, se fazem coisas más, é porque estão tristes ou magoadas ou então, malucas. Quero acreditar que a mediocridade não é própria do ser humano! O que é próprio do ser humano é a nobreza de carácter. Faz parte do ser humano ser altruísta, generoso e verdadeiro. Quero mesmo acreditar nisto hoje. O problema é que não acredito. O problema é que hoje, mais do que nunca, começo a perceber que a mediocridade não tem motivo. O medíocre é medíocre porque sim. Não há explicação! Nem lógica, nem científica, nem filosófica! Não há. E é tão triste constatar isto!

4 comentários:

M. disse...

Oh Fabi...
Isso aí pra esses lados não está bom, não!

Bah... Sabes qual é o teu problema, o meu e o daquelas pessoas que se preocupam minimamente com o que os rodeia?! É acharmos que não há pessoas más! :S
Mas a verdade é que há... e cada vez mais!
Devem-se inspirar nas telenovelas... ou então é como dizes "o medíocre é medíocre porque sim!"

Bah... força nisso... JC está sempre contigo. E uma coisa é certa: tudo passa! :)
Beijinho*
(Marlene)

Fabi disse...

Obrigada Marlene =)

Briseis disse...

Eu também faltei à aula em que se aprende que as pessoas conseguem ser medíocres, mesquinhas, cruéis... só por ser, só porque sim. Porque não se sentem bem com o bem dos outros... Mas sabes? Gosto de ser assim. Mesmo quando bato com a cara no chão. Gosto porque isso demonstra que tenho uma índole diferente. Deves ter orgulho nisso!
Beijinho

Fabi disse...

Briseis...eu às vezes também sou mesquinha e cruel. Mas quando acontece, tenho sempre consciência disso e tento remediar o mal que faço. Há pessoas que têm essa consciência e mesmo assim continuam a fazer a vida dos outros negra. Enfim...é muito triste. Beijinhos